ACEITAR O QUE NÃO CONTROLAMOS

Sento-me para vos escrever e suspiro… Preferia não ter de lidar com esta situação, preferia que não se estivesse a viver este “clima” de medo e pânico.

Ao longo dos anos em que vos escrevo, muitas vezes já vos partilhei a importância de aceitarmos o que não está ao nosso alcance e este é mais um desses momentos.

Esta situação do COVID-19 está a obrigar-nos a parar e respeitar a necessidade de às vezes aceitarmos o que não nos é possível controlar.

Faz amanhã um ano que abri as portas da Clínica da AutoEstima e jamais imaginei que festejaríamos esta data, talvez de porta fechada, enquanto for possível, não a fecharemos, no entanto, disponibilizamo-nos para atender online e continuar a apoiar as vidas que temos vindo a dar suporte.

Defendo que todos os obstáculos trazem com eles oportunidades e talvez esta pausa seja uma janela de oportunidade para olharmos mais atentamente o essencial, o que realmente importa.

Talvez seja o momento de deixarmos cair os estatutos e papeis sociais, permitindo-nos a estar em contacto com o “eu” e com o Amor.

Talvez seja uma bênção esta pausa e só tenhamos a capacidade de o perceber daqui a algum tempo.

Aceitar e viver cada dia com serenidade e fé num amanhã saudável e puro, é esta a mensagem que vos venho deixar aqui hoje.

E lembrem-se, escolham sempre o Amor. Na dúvida de como agir, seja em que situação for, perguntem-se: o que faria o Amor?

O AMOR É SEMPRE O MELHOR CONSELHEIRO EM QUALQUER CRISE.

Com amor,

Débora ♡